quarta-feira, 17 de junho de 2009

Os Templários na Península Ibérica depois da sua extinção como Ordem.

Quando a Ordem foi extinta, em 1314, por ordem do rei de França, que o papa sancionou e validou por todos os reinos da Europa, os reis da Península Ibérica não se conformaram facilmente, porque os Templários constituíam uma força importante na luta contra os Mouros, não pelo número, mas pela qualidade.
[António José Saraiva, O Crepúsculo da Idade Média em Portugal, p. 266.]
Até breve.

2 comentários:

scaliburis disse...

É uma visão bastante redutora da importância da Ordem do Templo, não acha?

Pedro Alvites disse...

É um ponto de vista de um texto e de uma ideia bem maiores, e que se compreende facilmente para quem siga, com alguma presença, a construção deste blog, feito, como é entendível, pela selecção de textos de vários autores que, de uma maneira ou outra, escreveram sobre a Ordem do Templo: em Portugal e não só!